Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

quarta-feira, 28 de março de 2012

Um pouco de mim

 

Fiz este post e coloquei ele no blog que tenho no D&S, resolvi postar aqui no blog também pois vi que nunca contei como tudo começou aqui…já peço desculpas por alguns palavrões mas, escrevi o post com minhas palavras, como se estivesse contando para alguém, achei que assim ficaria melhor.

Bom pessoal, resolvi partilhar a minha trajetória de luta contra a obesidade até agora com mais detalhes. Sempre recebo muito apoio e pessoas pedindo para compartilhar a minha história então resolvi fazer, desculpa se ficar muito longo.

Eu sempre fui gordinho, dês de pequeno e dês de que me lembro eu era o fofinho da turma, as claro que quando se é criança nada disso importa, pelo menos não naquela época, embora da minha família se preocupasse um pouco com a minha saúde e pressionasse um pouco para que eu perdesse peso, eu mesmo não estava nem um pouco interessado, afinal, eu jogava bola, praticava esportes, corria todo dia na rua nem queria saber se era gordo ou magro, e meus amigos não me julgavam por eu ser gordo ou magro, (quem bom o tempo de criança não?) mas bem, eu fui crescendo, literalmente para cima e para os lados cada vez mais gordo, e eu me importava? Claro que não, comer me fazia sentir bem, comprava 1 quilo de chuleta (é como chamamos bisteca de boi aqui no sul) fritava no óleo e comia tudo, a tarde no café, com pão e refrigerante, um absurdo claro, hoje eu sei. O tempo passou eu me mudei para Curitiba, depois para Fortaleza (casado nessa época) e a única coisa que mudava mesmo era meu peso... parece loucura mas acho que eu não me dava conta de quanto eu já estava pesando naquela época, calculo hoje que em Curitiba eu deveria pesar uns 120kg o que já é muita coisa para um homem de 1,74cm, mas foi em Fortaleza que as coisas saíram de controle, depois de me mudar para lá entrei em uma depressão profunda, não me adaptei a cidade, aos costumes, as pessoas sei lá, simplesmente não dava certo, me alimentava muito mal, e o calor me fazia tomar litros de refrigerantes, sucos, e etc...

Lembro que recebi a visita da minha mãe alguns meses depois de ter me mudado, e a expressão do rosto dela no aeroporto quando me viu foi de total descrença de que aquilo era realmente o filho dela, naquele momento eu já achei que alguma coisa estava muito errada. Agora imagine como uma pessoa não se da conta que esta se destruindo? pergunta difícil não, resposta mais ainda, não entendo como não coloquei um fim naquilo a anos atrás, quando ainda era fácil, bom... continuando. Minha mãe me ajudou a abrir um pouco os olhos, e resolvi então entrar na fila da redução do estomago, fiz exames, consultas e tudo mais, já estava na fila e com status de urgência, estava preparado para fazer, foi quando as coisas mudaram e de repente resolvi que não faria a droga da cirurgia, resolvi que voltaria para Pelotas (minha cidade natal) retomaria os estudos e trabalho e perderia peso normalmente com uma dieta e tudo seria fácil. (doce ilusão)

A volta para Pelotas foi turbulenta, o casamento acabou, as pessoas que não me viam a anos se assustando com meu estado, meus amigos, parentes...TODOS

Duas semas depois de chegar em Pelotas, resolvi sair de casa e visitar minha vó, e aquele dia ia mudar a minha vida toda.

Entrei no ônibus e não consegui passar na catraca(roleta), imagine a situação, (se você esta rindo agora deveria chorar porque foi horrível) depois de quase quebrar a droga da roleta me sentei lá atrás e fui... desci na parada e tinha que caminhar algumas quadras era um domingo e estava bem calmo quase nada de movimento, quando de repente um gol branco passa por mim, e um cara grita a seguinte frase: VAI EMAGRECER O SACO DE MERDA!! clarooo!!!!... era realmente o que eu precisava escutar naquele momento, imagina como eu me senti, destruído um lixo um nada sem lugar, aquele estava sendo o pior dia da minha vida com toda certeza, mas tudo bem, caminhai até o apartamento da minha vó, estava com muita saudade dela, ela quase não comentou sobre meu peso, nem a minha tia que cuida dela e que ajudou a me criar dês de pequeno, claro teve o papo de (Tens que emagrecer um pouco e tal) mas tudo normal. Voltei para casa, e para variar e afogar minha magoa com tudo que tinha acontecido comi muito, e fui deitar, triste e pensativo.

Cochilei e acordei suando e me sentindo mal, claro tinha comido sei lá quantos pães com carne...

Fui no banheiro lavei o rosto, voltei para o quarto e me sentei na cama, pensativo lembrei de tudo que tinha passado naquele dia, da minha vó e do rosto da minha mãe quando me vira em Fortaleza, levantei fui para o espelho e tive e melhor e mais esclarecedora conversa da minha vida, com a pessoa mais importante EU MESMO, como diria meu professor de Antropologia Filosófica eu me ensimesmei.

Me fiz varias perguntas, muitas sem respostas pensei em tudo que eu adorava fazer e que a minha situação não deixava, lembrei que o médico em Fortaleza me disse que não passaria dos 40, lembrei de muita coisa mesmo, mas me lembrei mais da frase do cara do gol (VAI EMAGRECER SEU SACO DE MERDA) aquilo ficou.

Depois dessa conversa eu decidi que iria emagrecer, mas que emagrecer não seria o meu foco principal, decidi que realizaria o sonho que sempre tive de ser professor, mas perai eu não tinha nem mesmo o primeiro grau, mas tudo bem eu iria conseguir.

No outro dia passei quase todo ele na internet, procurando dietas milagrosas e cardápios mirabolantes hauahuahau mas o que me chamou mais atenção foi a Reeducação Alimentar achei que aquilo ali seria o ideal para mim, então iniciei minha caminhada, literalmente.

Iniciei com a Reeducação Alimentar, e caminhando 15 minutos por dia, era o que eu aguentava 15 minutos. Tanto fisicamente quando mentalmente devido aos olhares de todos que por mim passavam, olhar de julgamento, de superioridade e etc.

Fui ao médio um endocrinologista... e para minha surpresa não consegui me pesar já que a balança dele SÒ ia até 150kg... na consulta ele me passou um remédio (SIBUTRAMINA) assim como uma dieta de 1400 calorias, sai do consultório e fui procurar balanças no centro da cidade, depois de muita procura achei uma que pesava até 190kg... bom pensei se não ser vou me jogar na frente do primeiro caminhão que passar... subi na balança e ela bateu 168KG larguei um PUTA QUE PARIU alto... farmácia toda escutou mas eu estava pouco me lixando aquela hora, sai dali muito triste, quase chorando COMO eu tinha chegado aquele ponto, e por mais que eu perguntasse não tinha a resposta. Mas eu estava decidido a continuar e perder o peso, os dois meses seguintes com a SIBUTRAMINA foram muito ruins, aquilo me fazia mal me dava dor de barriga, mas funcionava eu estava perdendo peso visivelmente, perdi 24kg em 2 meses!!! nossa estava muito contente, mas me sentia mal com o remédio e foi a época que outro acontecimento pessoal me abalou e parei com a Sibutramina e com a R.A em 30 dias engordei 18kg!!!

Mais uma vez recomecei agora sem seguir dieta do médico, eu tinha pesquisado e visto muita coisa sobre alimentação saudável, montei meu próprio cardápio e comecei a MINHA própria R.A e meus exercícios físicos de 15 minutos por dia, iniciei também o supletivo para concluir o primeiro grau.

Todos os sábados eu me pesava em uma balança que ia até os 150kg, em uma farmácia e ela sempre zerava, e eu ficava cabisbaixo, lembro como se fosse ontem uma quinta feira, tinha acabado de sair do supletivo, naquele dia tinha acabado a aula mais cedo e eu resolvi que iria me pesar mesmo não sendo sábado... subi na balança ela foi foi e parou no 149,5kg NOSSAAAAAAAAAAA penseis, sai dali quase correndo de tanta adrenalina e felicidade que eu estava, imagina só estava 18kg mais magro minhas noites dormindo com fome estavam dando certo, e minhas caminhadas também! Foi o inicio do caminho que eu tinha que trilhar.

Neste ponto da minha R.A eu notei uma coisa 90% das pessoas que começaram a notar que eu estava emagrecendo, queriam me botar para baixo, veja só algumas frases que eu escutava de pessoas conhecidas:

Tu nunca vai perder toda essa banha!

Duvido conseguir perder mais peso!

Depois tu engorda tudo de novo!

Tu nasceu para ser gordo!

Bom não é? e ainda dizem que as pessoas só querem teu bem...

O tempo foi passando e com o tempo eu fui cada vez aprendendo mais sobre alimentação e atividades físicas, e perdendo 2, 3 kg por semana passava fome com minha R.A claro meu estomago deveria estar do tamanho de um saco de cimento né, mas tudo bem aquilo valia a pena afinal, ganharia muito emagrecendo. Terminei o primeiro grau, depois o segundo e resolvi fazer o vestibular, para iniciar meu caminho par ser um professor, passei para Ciências Biológicas Licenciatura na Universidade Católica de Pelotas (estou hoje 2012 no terceiro semestre) neste momento que entrei para a faculdade eu estava já pesando 123kg já tinha perdido quase 50kg. Neste momento eu já caminhava 1h e fazia academia e não sentia mais tanta fome.

(Algumas amizades que fiz na faculdade me ajudaram muito também)

Agora hoje com 98kg depois de ter perdido 70kg faltando pouco para chegar no peso que eu quero eu paro e reflito sobre tudo isso, posso afirmar com conhecimento de causa que perder peso é uma das coisas mais difíceis e cansativas de se fazer.

Concluo que o apoio familiar, e dos amigos é muito importante, talvez mais importante que qualquer outra coisa, e não importa se o amigo é aquele presente do teu lado ou alguém na internet, fiz amizades na internet que me ajudaram e ajudam todos os dias, com uma palavra carinhosa ou com um chute para me fazer ir caminhar.

Importante também é você saber o motivo pelo qual esta se sujeitando a este processo, e são vários motivos para varias pessoas, saúde, estética, conforto, etc. mas independente do motivo, que seja seu e não por outras pessoas.

Eu ainda não cheguei ao final da minha caminhada, ainda falta um pouco, mas espero estar contribuindo para você que está no inicio, no meio ou no final da SUA caminhada de alguma forma positiva e relevante.

Vou deixar aqui embaixo algumas dicas e opiniões pessoais sobre o assunto.

1- As pessoas vão sempre te criticar, não ligue afinal a vida é sua.

2- A sociedade é preconceituosa demais, depois que perder peso não fique igual a todos.

3- Não exagere, emagrecer é bom mas viver é melhor ainda, saia com os amigos, jake de vez em quando, faz bem para você.

4- Se você tem filhos, cuide da alimentação deles, explique tudo para eles, as crianças são mais inteligentes que nós adultos.

5- Se você é religioso por favor, não espere milagres, eu não sou religioso mas deixo uma dica que é assim: (Dois fazendeiros estavam em período de seca, e rezavam por chuva, mas só um deles preparava a terra todo dia esperando por ela, qual dos dois você acha que acreditava realmente em deus?) resumindo, faça sua parte!

6- Não desista!!! Nunca desista é sério, se estiver com problemas pensando em desistir, converse com alguém, faz bem conversar.

7- Ajude quem precisa, de uma mão, converse de dicas, lembre que ali está alguém que passa pelo mesmo problema que você, e ninguém melhor para entender e ajudar essa pessoa do que você.

8- Não se deprecie, é sério se você não se gostar é meio caminho para o fracasso.

9- Veja bem como certas pessoas te tratam agora e depois de você perder peso, se mudar a maneira de tratar você eles não passam de lixo e esse tipo de amizade não vale nada.

10- Você vai tropeçar, jakar, e vai se sentir culpado, levante a cabeça e siga em frente.

 

 

Um grande abraço

9 comentários:

  1. Piá, o seu relato e de fazer parar pra pensar mesmo...tu és um grande vencedor. bjs

    ResponderExcluir
  2. Ufa! Lí tudo..hehehe
    Muito bom saber mais como foi o seu início.
    sobre as amizades... depois que eu emagreci, perdi algumas... tem gente que finge ser amigo, mas só quer a sua desgraça.

    Parabéns pela sua história de vida!
    E obrigada por compartilhar...

    Beijos querido!

    ResponderExcluir
  3. Post muito emocionante, fantástico! Parabéns, você é um vencedor!

    ResponderExcluir
  4. Sobre os pseudo-amigos (as)...é bem isso que você citou, tem "amigas" (cheinhas tb) que me olham e dizem, "ái vc já está muito magra, pára com isso" Tenho 1,69 e peso 72,50 então não estou muito magra mesmo! estava com 85 quando comecei.
    O "ideal" é muito "pessoal".

    ResponderExcluir
  5. Sem palavras depois que lê tua trajetória,só posso dizer que és,um VITORIOSO GUERREIRO,e saiba que a tua história motiva e ainda vai motivar muitas pessoas que como a gente enfrenta descriminação todos os dias,e muitas vezes de quem a gente menos espera,não é fácil vencer essa guerra,mas você mostra que é capaz,e de quebra ainda nos diz como.Obrigada por existir e por compartilhar com a gente toda a tua história,saiba que tem aqui uma fã .

    ResponderExcluir
  6. Que relato emocionante! Me fez viajar lendo as suas palavras, são tantas lembranças...Eu estou na fase em que "agora vai", tendo que provar a mim que realmente vai, sabemos que não é nada fácil viver o processo, sendo assim, procuro tomar doses extras de casos como o seu, você poderia muito bem ter deixado as coisas como estavam e sofrer as consequências.
    Fico imaginando quanta dificuldade você deve e ainda tem, tudo, cada parte deste seu relato é motivadora, teve horas que desejei estar ao seu lado, te proteger de tudo e de todos, isto, essa compaixão vem de saber exatamente como é dolorido lidar com as concepções alheias.
    Desejo que continue na luta!
    Suas fotos, sua evolução, que deleite! Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  7. simplesmente amei seu texto, sem frescura e sem ilusões. estou passando por um momento muito dificil, em que estou bem descrente, mas ao mesmo tempo, querendo caminhar, tentar de novo. preferi até me afastar das redes sociais pq estou começando a achar tudo aquilo muito vazio e hipócrita. Quero ouvir mais a minha voz interior. achei sua sinceridade o máximo e espero de coração, que consiga se manter vigilante, pois nao tem etapa fácil, manter a pesa também é tremendamente dificil. Boa sorte e hj saiba, que vc me ajudou e muito. Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Li com muita atenção esse post, poxa me identifiquei demais com suas palavras, passou um filme na cabeça e cheguei a me emocionar em certos momentos, pq vi que minha história é muito semelhante com a sua, parabéns!

    ResponderExcluir
  9. eu chorei lendo meu bem... vc é incrível mesmo!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante ^^